O giro de estoque é uma medida do número de vezes que o estoque é vendido ou usado em um período de tempo, como um ano, por exemplo. Aprender como calcular o giro de estoque é fundamental para controlar a produção da empresa.

Essa proporção é importante porque a rotatividade total depende de dois componentes principais do desempenho.

O primeiro componente é a compra de estoque. Se quantidades maiores de estoque forem adquiridas durante o ano, a empresa terá que vender quantidades maiores para melhorar seu faturamento.

Se a empresa não puder vender todo estoque comprado, incorrerá em custos de armazenamento e outros custos de manutenção.

O segundo componente é a venda. As vendas devem coincidir com as compras de estoque, caso contrário o estoque não irá girar efetivamente. É por isso que os departamentos de compras e vendas devem estar em sintonia uns com os outros.

A seguir vamos mostrar como calcular o giro de estoque e como aplicar esse dado para fazer uma gestão melhor na sua empresa.

Como calcular o giro de estoque

1. Determine o custo das mercadorias da sua declaração de renda anual.

2. Adicione seu estoque inicial ao seu estoque final.

3. Divida a soma do estoque inicial e final ao meio para calcular o estoque médio.

4. Calcular o giro de estoque dividindo o custo dos produtos vendidos pelo estoque médio.

  • Giro de estoque = custo dos produtos vendidos / estoque médio.

Os valores de estoque inicial e final podem ser obtidos nos balanços patrimoniais no início e no final do período de tempo estipulado.

Para elaborar mais, o estoque médio é usado ao invés do estoque final porque a mercadoria de muitas empresas flutua muito ao longo do ano.

Por exemplo, uma empresa pode comprar uma grande quantidade de mercadorias em 1º de janeiro e vendê-las pelo resto do ano. Até dezembro, quase todo o estoque é vendido, mas o saldo final não reflete com precisão o estoque real da empresa durante o ano.

Assim, o estoque médio é geralmente calculado adicionando o estoque inicial e final e dividindo por dois.

giro-de-estoque

Fonte: Bluesoft.

Benefícios de calcular o giro de estoque

Use a taxa de rotatividade de estoque para calcular o período de giro de estoque

Vamos levar a análise de estoque um pouco mais adiante.

Depois de obter a taxa de giro de estoque, calcular o número de dias necessários para que uma empresa limpe o estoque leva apenas alguns segundos.

Como há 365 dias em um ano, basta pegar esse número e dividi-lo pela taxa de rotatividade de estoque. O resultado é o número de dias que uma determinada empresa leva para percorrer seu estoque, o que pode ser um dado mais compreensível.

Assim, uma taxa de rotatividade de 4.0 se torna 91 dias de estoque disponível – que a empresa vende a cada trimestre. Isso é conhecido como o período de giro do estoque.

Avalie seu índice de rotatividade de estoque em relação à indústria

A rotatividade de estoque de uma empresa varia muito de acordo com o setor. Ao fazer a comparação da taxa de giro de estoque entre as empresas, é importante tomar nota do setor, ou a comparação será distorcida.

Por exemplo, fazer comparações entre um supermercado e um vendedor de carros não seria apropriado, já que um supermercado vende produtos perecíveis, como frutas frescas, para que o giro de estoque é maior. No entanto, um negociante de carro terá uma rotatividade baixa, devido ao produto ser um item em movimento lento.

Além disso, as indústrias de margem baixa tendem a ter taxas de giro de estoque mais altas do que as indústrias de margem alta, porque as indústrias de margem baixa devem compensar os lucros menores por unidade com o maior volume de vendas unitárias. Assim, apenas as comparações intra-indústria serão apropriadas e significativas.

Também é importante entender que o momento das compras de estoque, particularmente aquelas feitas na preparação para promoções especiais ou lançamentos de novos produtos, pode mudar de maneira súbita e artificialmente a taxa.

Um exercício útil é comparar a taxa de giro de estoques de um investimento potencial com o de seus concorrentes para ver qual gerenciamento é mais eficiente.

Meça a eficiência do seu negócio

O controle do giro de estoque é usado para medir a eficiência do gerenciamento de estoque de uma empresa. Em geral, um valor mais alto de giro de estoque indica melhor desempenho e um valor menor significa ineficiência no controle dos níveis de estoque.

Geralmente, um giro mais alto mostra que a empresa não está gastando demais comprando muito estoque e desperdiçando recursos armazenando estoque não-vendável. Também mostra que a organização pode efetivamente vender o estoque que compra e reabastecer o dinheiro rapidamente.

Uma taxa de rotatividade de estoque extremamente baixa pode ser causada por excesso de estoque ou ineficiências na linha de produtos ou esforço de vendas e marketing.

Geralmente é um mau sinal porque os produtos tendem a deteriorar-se enquanto ficam em um depósito, ao mesmo tempo que aumenta o custo de manutenção. Além disso, o excesso de estoque se vincula ao movimento de caixa de uma empresa e torna a empresa vulnerável a quedas nos preços de mercado.

Por outro lado, uma taxa de giro excepcionalmente alta pode apontar para vendas fortes ou volume compras ineficaz, levando a uma perda nos negócios, já que o estoque é muito baixo. Isso muitas vezes pode resultar em falta de estoque, levando a perda de vendas.

Uma boa regra é que, se a taxa de giro de estoque multiplicada pela margem de lucro bruto (em porcentagem) for 100% ou mais, o estoque médio não será muito alto.

Aumentar a lucratividade e reduzir custos de manutenção

Um item cujo estoque é vendido (gira) uma vez por ano tem um custo de manutenção maior do que aquele que gira duas vezes, ou três vezes, ou mais, nesse período.

O giro de estoque também indica a rapidez do negócio. O objetivo de aumentar o giro de estoque é reduzir o estoque por três razões:

  1. Aumentar o giro de estoque reduz o custo de manutenção. Você pode gastar menos com aluguel, serviços públicos, seguro, roubo e outros custos de manutenção de um estoque de bens a serem vendidos.
  1. A redução do custo de manutenção aumenta o lucro líquido e a rentabilidade, desde que a receita de venda do item permaneça constante.
  1. Os itens que giram rapidamente aumentam a capacidade de resposta às mudanças nas demandas dos clientes, permitindo a substituição de itens obsoletos. Esta é uma grande preocupação nas indústrias de moda e tecnologia.

Aumentar a confiança dos investidores

O giro de estoque de uma empresa também mostra aos investidores como o estoque de uma empresa é líquido.

Pense nisso, o estoque é um dos maiores ativos que um varejista relata em seu balanço. Se esse inventário não puder ser vendido, será inútil para a empresa. Essa medida mostra com que facilidade uma empresa pode transformar seus ativos em dinheiro.

Os credores estão particularmente interessados ​​nisso, porque o estoque é frequentemente colocado como garantia para empréstimos. Os bancos querem saber se esse estoque será fácil de vender.

Agora que você aprendeu como calcular o giro de estoque, você só precisa de um sistema sólido para rastrear e monitorá-lo, para poder aplicar esse conhecimento que acabou de adquirir.

Conheça o sistema de gestão gratuito da iZettle e simplifique a gestão do seu negócio. Organize seus produtos, controle o estoque, administre sua equipe e muito mais, quando e onde precisar. Converse com nossos especialistas por telefone para saber mais sobre nossos planos e sobre nossa maquininha de cartão.

Simplifique a gestão do seu negócio com o aplicativo gratuito da iZettle.

Saiba mais aqui!