Qualquer dono de negócio entende a dificuldade de fazer as melhores escolhas. Nos dias de hoje, o número de pessoas que preferem fazer pagamentos com cartão vem aumentando, principalmente por questões de segurança.

Oferecer a opção do pagamento em cartão é um diferencial que evita a perda de vendas – e muitas. Se você já tomou a decisão de aceitar pagamentos com cartão, parabéns! Agora só falta um outro ponto, também muito importante: como escolher a melhor máquina de cartão. Veja o que analisar!

Avalie a qualidade do equipamento

via GIPHY

A máquina de cartão em si deve ser analisada cuidadosamente. Verifique sua qualidade geral e suas funcionalidades, veja quais pontos devem ser levados em consideração:

  • Avalie se é resistente, se suportará os desgastes do dia a dia e eventuais quedas.
  • A máquina é fácil de manusear? Observe se ela tem um bom tamanho e se é fácil de transportar.
  • Duração da bateria. Afinal, ninguém quer correr o risco de ela acabar no meio de uma venda.
  • O tempo que ela demora para realizar as transações.

Veja se ela necessita de linha telefônica ou usa dados de celular e veja o que faz mais sentido para o seu negócio.

Todas essas questões influenciam no modo como o equipamento será usado, além de outras características que sejam pertinentes para o seu negócio, como o número de pessoas que irão utilizar o equipamento, por exemplo. Você é o único que poderá realmente checar o que é ou não necessário.

Avalie os benefícios que a máquina de cartão oferece

Ao pensar em como escolher a melhor máquina de cartão, você precisa saber que algumas delas também oferecem benefícios extras, como aplicativos de auxílio de gerenciamento de fluxo de caixa, organização de estoque, envio de notas fiscais por SMS ou e-mail, atendimento personalizado ou outras soluções complementares. Todos esses serviços entram na relação de custo-benefício que você está tentando estabelecer, não deixe de incluí-los na sua lista de itens para avaliar.

Facilidade na contratação

Verifique os termos oferecidos com atenção, todos os passos pelos quais você deve passar e como será sua relação com a empresa, principalmente no caso das máquinas de cartão com mensalidade. Aliás, esse último merece atenção especial em relação ao contrato, visto que você pode até mesmo pagar multas por cancelamento.

Faça o cálculo das taxas e do valor de aquisição

happy customer izettle
Tempo também é dinheiro! Por isso, avalie em quantos dias você terá o pagamento em mãos. Foto: Maria Fernanda Gonzalez via Unsplash

Para saber como escolher a melhor máquina de cartão, você não pode esquecer que cada uma vem com regras de adesão diferentes. Algumas cobram apenas uma taxa por transação, têm parcelas mensais ou aluguel e ainda cobram taxas adicionais se você precisar antecipar os valores das parcelas que tem para receber.

É superimportante que você coloque na ponta do lápis quais os fatores que você precisa avaliar antes de decidir quais delas se adaptam melhor ao seu negócio.

Algumas das questões são:

  • Qual o valor médio dos seus produtos e das suas vendas?
  • Seus clientes compram mais no débito ou no crédito?
  • Eles costumam parcelar?
  • Qual o valor de aquisição das máquinas de cartão?
  • A máquina cobra aluguel mensal?

Ao pensar nisso, você pode definir com mais facilidade quais os planos atendem melhor às suas necessidades. Pequenos empreendedores, por exemplo, poderão ter mais dificuldade para bancar o aluguel, clientes com produtos de valor alto normalmente precisam de taxas mais baixas para oferecer boas condições de parcelamento, e assim por diante.

Compare o tempo médio para liberação do dinheiro das vendas

O intervalo de tempo entre a venda e o depósito do em sua conta pode variar, e isso deve ser levado em consideração na hora de escolher a máquina de cartão ideal para o seu negócio.

Dependendo da sua situação, você pode preferir que os pagamentos sejam depositados o mais rápido possível, geralmente, 1 dia em conta virtual ou 2 dias úteis na conta bancária. Em outros casos, o contrato estabelece que o pagamento é em 30 dias.

As vantagens de se receber em um intervalo de tempo menor são diversas. Isso pode facilitar a negociação com fornecedores, por exemplo, em pagamento à vista, sem a necessidade de comprar em grandes quantidades.