Renovar o estoque é um verdadeiro acontecimento para alguns modelos de negócio, como lojas de roupas e calçados, já que esses produtos seguem tendências sazonais (outono/inverno e primavera/verão). Manter a rotatividade do estoque é indispensável, na verdade, para qualquer empreendimento. Vale lembrar também que produtos parados podem refletir em prejuízos no caixa, independente de época.

As liquidações são uma estratégia para “forçar” esse giro de estoque, usando preços mais atrativos e vantagens de compra para abrir espaço para novos produtos. Não é à toa que sempre as vemos, por exemplo, logo após o Natal.

Separamos algumas questões essenciais para te ajudar a entender mais sobre como renovar seu estoque com as liquidações. Continue lendo e confira 3 dicas para uma boa liquidação ao final do texto.

Qual a diferença entre promoção, oferta e liquidação?

A oferta remete a ideia de que um produto ou serviço será vendido abaixo do seu preço habitual. Na promoção, além das ofertas, é criada uma campanha de venda e divulgação. Os objetivos da promoção são o aumento do número de vendas, a competitividade com a concorrência e a conquista de novos clientes.

As promoções não precisam ter compromisso com o calendário da loja, ao contrário das liquidações. Como o objetivo de uma liquidação é reduzir os estoques, elas acontecem nas viradas de estações e com a chegada de novas coleções. Em comum, todas visam aumentar o número de vendas.

Via Giphy

Por que é importante liquidar o estoque?

Um bom controle de estoque é o melhor amigo do lojista, acompanhando a saída dos produtos e antecipando a necessidade de reposição. O que é muito frequente é o encalhe de produtos sazonais, comum também em lojas de festas e decoração.

Para abrir espaço para novos produtos é preciso se livrar dos antigos, certo? As liquidações combinam produtos em oferta e condições de compra mais vantajosas justamente para essa renovação de estoque. Se sobraram muitos casacos da última coleção de inverno, é mais interessante liquidar com preços mais atrativos do que ficar sem vendas, concorda? E, mesmo com os preços mais baixos, a liquidação ainda visa o lucro.

Quando devo fazer uma liquidação?

Além das situações de sazonalidade com a moda mencionadas anteriormente, podemos lidar ainda com o encalhe de produtos temáticos de datas comemorativas. Ou você, por acaso, já comprou bolas de árvore de natal nas férias de julho? Brincadeiras a parte, esse é um problema a ser driblado por pequenos comerciantes a cada mês, praticamente.

Outra situação em que as liquidações são bem vindas é na venda de produtos perecíveis como alimentos, cosméticos, arranjos florais e outros. Para não perder a validade e também evitar prejuízo e desperdício, é sempre melhor liquidar o estoque.

 

3 dicas para fazer uma liquidação perfeita

Mais do que girar o estoque, uma liquidação é estratégia de fidelização de clientes! Que tal oferecer um desconto na próxima compra para todos que comprarem na liquidação? Assim, você vende duas vezes e ainda oferece uma condição exclusiva e personalizada para cada cliente.

Quer mais ideias para uma liquidação imbatível? Faça um planejamento para a ação e considere:

  • Período e condições da liquidação;
  • Divulgação em redes sociais e marketing boca a boca;
  • Formatos variados: compre 3 pague 2, segunda peça com 50%, desconto progressivo, sorteio de brindes, etc.

Se você quer melhorar seu controle de estoque e se programar para as liquidações, conheça o nosso aplicativo de gestão!  

Simplifique a gestão do seu negócio com o aplicativo gratuito da iZettle.

Saiba mais aqui!