O caixa é um local sagrado para as contas do empreendedor. Além da função de  registrar todas as movimentações financeiras diárias, é através do seu controle eficiente que o empreendimento vai pra frente.  

Porém, apesar desse ser o cenário ideal, em algumas situações, quando chega final do dia as contas não batem, não é mesmo?! Alguns erros no fechamento de caixa fazem toda diferença na hora de acertar o que entrou e saiu de dinheiro e comparar com a quantidade de vendas ou quais foram as formas de pagamento, por exemplo.

Para que você evite ter dores de cabeça na hora de realizar o fechamento de caixa, apontamos aqui os principais erros e o que fazer para evitá-los. Vamos lá!

 

Não registrar entradas e saídas

É comum que a rotina de um empreendedor se torne complicada, já que você precisa se dividir em várias funções, atender a clientes, manter o relacionamento com fornecedores e, ainda, realizar o planejamento financeiro. Com isso, muitas vezes você pode deixar de registrar as entradas e saídas de dinheiro do seu negócio. Pode parecer um erro “bobo”, mas, acredite, faz muita diferença deixar de registrar uma entrada ou saída de dinheiro, independente do tamanho do negócio.

A chave para que isso não influencie de forma negativa no fechamento de caixa é: sempre registre TODAS as movimentações financeiras do seu negócio, ou seja, todas as entradas e saídas do caixa. Se o pagamento foi realizado por cartão, não se esqueça de diferenciar em crédito ou débito, principalmente pelos valores dos encargos e taxas. Quando o pagamento for realizado em dinheiro, registre se houve algum desconto e qual foi o valor. Essa é uma regra primordial e deve ser seguida à risca, independente do valor da compra ou da retirada.

Manualmente, esse procedimento pode ser bem difícil, por isso, dependendo do porte do seu empreendimento procure utilizar algum programa de frente de caixa ou até mesmo alguns aplicativos que vão te auxiliar no fechamento de caixa.

Não fazer conferência com o estoque

Outro erro que pode comprometer o controle de caixa do seu negócio é a falta de controle de estoque. O estoque de produtos é um capital parado, que tem um valor que deve ser levado em consideração. Isso facilita que você tenha controle de quanto é necessário investir em compra de novos itens ou criar formas de circular mercadorias.

Não realizar a conferência diária de vendas no fechamento de caixa com os produtos do estoque pode se tornar um problema quando você for calcular o fluxo de caixa (mesmo que o seu estoque seja pequeno).

Para evitar a falta de controle e entender as necessidades do seu estoque, você deve integrar as entradas e saídas aos pagamentos recebidos para cada venda.

 

Não realizar o controle diário do fechamento de caixa

Até aqui, você deve ter percebido que a rotina é fundamental para ter um fechamento de caixa impecável, onde todas as contas estejam organizadas, os pagamentos em dinheiro e cartão de débito e crédito registrados e os produtos e vendas devidamente contabilizados.

Realizar o controle de caixa diário é, sem sombra de dúvida, a melhor forma de conseguir se organizar e acompanhar o fluxo de caixa no final do mês. Como já falamos aqui no blog, dimensionar todos as despesas e receitas vai te possibilitar ter um controle financeiro eficaz e que viabilize o crescimento do empreendimento de forma sustentável financeiramente falando.

E para facilitar a sua rotina, nós sempre indicamos a utilização da tecnologia como sua maior aliada. Para conseguir ter um controle completo, o ideal é utilizar uma ferramenta para o controle integrado de vendas e estoque. Você consegue encontrar aplicativos que fornecem relatórios diários, semanais e mensais sobre suas quais produtos foram vendidos e as formas de pagamento, dentre outras funcionalidades.

Se quiser entender mais sobre o assunto, conheça o aplicativo de gestão de pequenos negócios da iZettle e as soluções que ele traz para facilitar a sua administração.

Simplifique a gestão do seu negócio com o aplicativo gratuito da iZettle.

Saiba mais aqui!