Empreender é a arte de tornar uma ideia em realidade e em algo lucrativo e o Brasil é um país um pioneiro em técnicas de montagem de negócios e execução de ideias. Segundo dados do PNAD no relatório GEM Brasil, existem hoje no país cerca de 45 milhões de empreendedores e esse número tende a aumentar nos próximos anos.

Embora alguns nasçam com o espírito empreendedor, praticar empreendedorismo requer algumas lições que precisam ser aprendidas. Elas servem de orientação mesmo para quem não tem conhecimento do assunto e aprendê-las é crucial para sobrevivência do negócio.

Se você também quer tirar suas ideias do papel, veja a seguir dicas de como abrir o seu negócio:

Estude bastante e esteja preparado

Via Giphy

O conhecimento é a grande vantagem para quem quer ver seu projeto decolar. Da mesma forma que você tem grandes planos para sua ideia, você precisa se organizar e se planejar para que os desafios que virão a seguir.

O segredo nesse caso é estudar. Estude muito! Pesquise muito! Investigue! Analise demandas de mercado, busque técnicas assertivas de empreendedorismo, avalie tendências, índices de negócios, modelos de gestão e outros aspectos que influenciarão positivamente quando for gerenciar seu negócio no futuro.

Lembre-se que sua ideia precisa ser impactante desde o momento de pôr no papel até o pós-contato com o cliente.

Pense grande, comece pequeno

Sua ideia pode ser a mais inovadora e a mais inteligente, mas é preciso enquadrá-la à realidade em que ela vai ser experimentada.

Não tenha medo em pensar grande, mas tome atitudes para que os objetivos sejam alcançáveis. Monte estratégias realistas, faça mensurações de pesquisa de mercado, prepare investimentos palpáveis para que a ideia sobreviva e ganhe força. Lembre-se que, melhor que uma boa ideia, é uma boa execução.

Por esse motivo, para o desenvolvimento saudável do seu trabalho, comece pequeno e estruture o seu crescimento aos poucos. Desta maneira, você pode tomar as melhores decisões e fazer os ajustes necessários de maneira mais segura e com prejuízos menores caso algo saia errado.

Aprenda com quem conhece do assunto

É necessário conversar com gente que entende do assunto e tem experiência no mercado para um melhor direcionamento! Foto: Dylan Gillis/Unsplash

Além de entender o empreendedorismo, é necessário conversar com gente que entende do assunto e tem experiência no mercado e nos processos necessários para abrir e gerenciar um negócio. Além de cursos de empreendedorismo e de finanças, fóruns, palestras, oficinas e eventos de associações empreendedoras são excelentes oportunidades para trocar experiências e aprimorar seus conhecimentos.

Se o empreendedorismo surge da vontade de construir algo, o networking é um caminho para te ajudar a realizá-lo. Em um momento de seu projeto, por exemplo, a relação com fornecedores e parceiros será importante e essas fontes são fáceis de serem encontradas em centros de estudo de empreendedorismo. Ficar de fora é perigoso!

Escolha ferramentas para te ajudar

Na hora de empreender, toda ajuda é bem vinda e ferramentas como consultorias especializadas, financiadoras e outros apoios, são úteis para tornar sua ideia sólida e deixá-la se moldar às necessidades reais do público-alvo.

Mas uma questão que não pode faltar no planejamento estratégico é a tecnologia. Ferramentas simples como softwares de gestão e finanças, redes sociais como o Linkedin e o Twitter e plataformas de emissão de notas fiscais eletrônicas e de CRMs são alguns exemplos de como a tecnologia ajuda o empreendedor a crescer.

O segredo é buscar as melhores ferramentas relacionadas ao seu projeto e usá-las corretamente. O aplicativo de gestão da iZettle é simples, intuitivo e pode te ajudar muito para começar e desenvolver o seu negócio, uma ótima ferramenta para quem quer administrar melhor o negócio sem ter que investir em algo complicado demais.

Simplifique a gestão do seu negócio com o aplicativo gratuito da iZettle.

Saiba mais aqui!