A rotina burocrática um negócio pode assustar quem deseja abrir seu próprio empreendimento ou está buscando um sócio. Mas, para acertar nisso, é preciso entender mais sobre os diferentes tipos de sociedade.

Neste último caso, é preciso estar atento a como será formada a sociedade. Afinal, ter um sócio significa dividir responsabilidades e deveres e, para isso o contrato social vai determinar qual é o tipo de sociedade estabelecida determinado empreendimento.

No Brasil, a legislação conta com diversos tipos de sociedade empresarial. Dentre elas, a sociedade simples e sociedade empresária.

Antes de definir qual é a melhor para cada tipo de negócio, é preciso entender o que é cada uma delas.

 

O que é a Sociedade Simples?

Toda sociedade é formada por duas ou mais pessoas, sejam elas físicas ou jurídicas. Pode parecer subentendido, mas essa é premissa para que você entenda o que é uma sociedade simples ou sociedade civil.

O objetivo deste tipo de sociedade é a prestação de serviços onde os próprios sócios exercem as atividades profissionais de formação em caráter pessoal. Ou seja, quando médicos abrem uma clínica, advogados escritórios de advocacia e atuam de forma liberal.

Nesse sentido, a sociedade simples é de natureza intelectual, de natureza científica, literária ou artística e representa a união entre profissionais para constituição de uma sociedade e é ideal para negócios locais.

Outra característica da Sociedade Simples é que ela não entra em processo de falência. Isso significa que o patrimônio pessoal dos sócios pode ser utilizado para cobrir dívidas, em caso de dissolução da sociedade

A Sociedade Simples Limitada (LTDA) tem o capital social dividos por quotas entre os sócios, e a responsabilidade de cada sócio na sociedade corresponde a sua quota.

Já na Sociedade Simples Pura, cada sócio pode contribuir para constituição do capital com dinheiro ou bens ou apenas pela prestação de serviços e não possível contratar funcionários.

 

O que é a Sociedade Empresária?

A sociedade empresária ou empresarial, por sua vez, exerce atividade econômica para a produção ou circulação de bens ou de serviços. Isso significa que que ela atua no comércio e em atividades que os produtos ou serviços não são feitos necessariamente pelos seus sócios.

Você já deve ter ouvido falar em Sociedade Anônima (S/A). Esse é um tipo de sociedade comum a grandes empresas e companhias e é constituída por sócios que não tem o registro no contrato social da empresa e tem autonomia em vender suas quotas, ou ações, ou possuem capital fechado.

A Sociedade em Conta de Participação é mais comum e nela as responsabilidades são distribuídas entre os sócios e tem a finalidade de comércio em suas atividades.

As sociedades empresárias também podem ser limitadas, quando cada sócio responde pela sua parcela de quotas e ilimitadas, quando ele responde pela coparticipação nas obrigações sociais do negócio.

 

Sociedade empresária x Sociedade Simples: quais as principais diferenças?

Até aqui, você já deve ter notado algumas diferenças entre uma sociedade simples e as sociedades empresária, principalmente, com relação a sua atividade econômica.

A sociedade simples, cada sócio desempenha sua atividade profissional de forma liberal como nas cooperativas  e associações, enquanto na sociedade empresária, a atividade é realizada pela totalidade da empresa.

O registro de uma sociedade simples é feito em Cartórios de Registro Civil das Pessoas Jurídicas e a sociedade empresária tem seu registro feito na Junta Comercial do Município.

Com relação à falência, o empreendedor que faz parte de uma sociedade empresária pode optar pela não recuperação da empresa, enquanto na sociedade simples os sócios assumem a recuperação com seu capital pessoal.

Possui uma sociedade? Sabe como remunerar o empreendedor? Conheça mais sobre o pagamento do Pró-Labore.